MNPCT recomenda a proibição da presença de agentes de custódia e/ou policiais durante realização de corpo de delito em pessoas privadas de liberdade e a implantação de equipes